Pedaços de Mim

 

Pedaços de Vida, Paridos, Sentidos, Vividos



Meu Diário
16/07/2014 21h05
AGORA, NÃO DEPOIS

 

 

Nem cedo, nem tarde.
O presente  é hoje.
O passado está no arquivo.
O futuro é uma indagação.
Faze hoje mesmo o bem a que te determinaste.
Se tens alguma dádiva a fazer,

entrega isso agora.
Se desejas apagar um erro que cometeste, 
consciente ou inconscientemente

procura sanar essa falha sem delongas.

Caso te sintas na obrigação

de escrever uma carta,

não relegues semelhante dever ao esquecimento.
Na hipótese de idealizares algum trabalho

de utilidade geral,

não retardes o teu esforço
para trazê-lo à realização.
Se alguém te ofendeu, desculpa e esquece,

para que não sigas adiante

carregando sombras no coração.
Auxilia aos outros,

enquanto os dias te favorecem.
Faze o bem agora, pois,

na maioria dos casos, 
“depois” significa “fora de tempo”,

ou tarde demais.

 

 

 


Publicado por JANINHAMell em 16/07/2014 às 21h05
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (voce pode copiar e divulgar a vontade, citando os devidos creditos ao site www.janinhamell.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
16/07/2014 20h27
JUVENTUDE ETERNA
 

Essa história que eu vou contar agora

aconteceu com uma mulher inteligente

que estava fazendo uma palestra.

Diz ela: “ Mês passado participei de um evento

sobre o Dia da Mulher.

Era um bate-papo com uma platéia

composta de umas 250 mulheres

de todas as raças, credos e idades.

E por falar em idade, lá pelas tantas,

fui questionada sobre a minha e,

como não me envergonho dela, respondi.

Foi um momento inesquecível.....

A platéia inteira fez um “oooohh” de descrédito.

         Aí fiquei pensando:

“pô, estou neste auditório há quase uma hora

exibindo minha inteligência,

e a única coisa que provocou

uma reação calorosa da mulherada

foi o fato de eu não aparentar a idade que tenho?

         Onde é que nós estamos?

         Onde não sei, mas estamos correndo

atrás de algo caquético chamado

“juventude eterna”.

Estão todos em busca da reversão do tempo

         Acho ótimo, porque decrepitude

também não é meu sonho de consumo,

mas cirurgias estéticas

não dão conta desse assunto sozinhas.

Há um outro truque que faz com que continuemos

a ser chamadas de senhorita

mesmo em idade avançada.

         A fonte da juventude chama-se mudança.

         De fato, quem é escravo da repetição

está condenado a virar cadáver antes da hora.

A única maneira de ser idoso sem envelhecer

é não se opor a novos comportamentos,

é ter disposição para guinadas.

Eu pretendo morrer jovem aos 120 anos.

         Mudança, o que vem a ser tal coisa?

         Minha amiga recentemente mudou

do apartamento enorme em que morou a vida tod

para um bem menorzinho

Teve que vender e doar mais da metade dos móveis

e tranqueiras, que havia guardado e,

mesmo tendo feito isso com dor,

ao conquistar uma vida

mais compacta e simplificada, rejuvenesceu.

Uma amiga casada há 38 anos canso

das galinhagens do marido e o mandou passear,

sem temer ficar sozinha aos 65 anos. Rejuvenesceu.

         Uma outra cansou da pauleira urbana

e trocou um baita emprego por um não tão bom,

só que  em Florianópolis,

onde ela vai à praia sempre que tem sol. Rejuvenesceu.

Toda mudança cobra um alto preço emocional.

Antes de se tomar uma decisão difícil

e durante a tomada, chora-se muito,

os questionamentos são inúmeros,

a vida se desestabiliza

Mas, então chega o depois, a coisa feita,

e aí a recompensa fica escancarada na face.

Mudanças fazem milagres por nossos olhos

e é no olhar que se percebe a tal juventude eterna.

Um olhar opaco pode ser puxado e repuxado

por um cirurgião a ponto de as rugas sumirem,

só que continuará opaco e sabe por que?

não existe plástica que resgate seu brilho.

Quem dá brilho ao olhar

é a vida que a gente optou por levar.

Olhe-se no espelho...

E VOCÊ ESTÁ ESPERANDO O QUÊ????

CORRE PRO ESPELHO....

 

 


Publicado por JANINHAMell em 16/07/2014 às 20h27
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (voce pode copiar e divulgar a vontade, citando o site www.janinhamell.com ). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
13/11/2009 08h32
QUE MUNDO É ESTE?...

 

Hoje uma manhã como todas as outras

levanto às 06:30Hs, tomo meu banho, 

um cafézinho com minha filha,

 antes de ela sair para o trabalho

tem sido constante, 

desde que cheguei a São Paulo

 

Ah São Paulo, que cidade é esta?

Que mundo é este?

Que pessoas vivem aqui?

Ou será que nem vivem?

 

 Continuando minha rotina  

   Minha filha sai, vou acordar as crianças                      

arrumá-las para irem  para a escolinha,                    

Nicolly 4 anos e Nicollas 3 anos.                            

Arrumados, tudo pronto, vamos sair                       

de repente Nicolly começa a chorar                           

e insistir em levar uma fraldinha na mão                     

 muito estranho, já há tempos não usa mais isso,        

de andar com fraldinha, eu não deixa                         

o pai dela ralha e também não deixa

 então ela em sua manha de criança,   

senta no chão e chora muito até cedermos.

Enfim tudo resolvido, saímos para a escolinha.

 

Incrivelmente estranho tudo isso,

mais estranho ainda o que vem a acontecer

nos próximos 3 quarteirões.

Uma pessoa, um homem, aparentando uns 40 anos

repentinamente começa a contorcer-se a minha frente 

 e vai caindo em um portal

as pessoas que passam talvez pensem que esta bêbado, 

mas imediatamente identifiquei                

estar tendo uma convulsão e gritei

Jesus Cristo me ajude e corri a socorrê-lo,

Eu não podia com a força do homem                  

desesperada comecei a gritar para quem passava  pedindo  ajuda,

pasmem, ninguém, ninguem mesmo  

foi capaz de chegar perto para ajudar-me,

Com o maior esforço deitei-o de forma que não se machucasse,

 e corri a rua, gritava por ajuda tentando parar carros, motos, 

mas não  conseguia nada,  paravam os curiosos, olhavam e seguiam.  

             

Levantei neste momento os olhos ao céu e disse

Senhor só tu podes ter misericórdia 

 desta pessoa e me ajudar agora.

Corri até uma pequena fabrica ali perto 

e pedi para chamar os bombeiros

então veio 2 funcionários para ajudar,                    

ai perguntaram se alguém tinha um  um pano

para colocar na boca do homem.

e que irônico isso, a fraldinha de Nicolly 

veio servir para ser colocada na boca dele

pois estava a morder a língua.

Depois disso, as crianças  seguiram com a irmã,

tranqüila para a escolinha 


e dizia Nicolly ajudou o tio né.


Eu fiquei por ali até chegar os bombeiros,

que para ajudar

 vieram com um caminhão pipa,

por não ter uma ambulância no momento.

 E assim nada puderam fazer

Chamaram então SAMU e só depois de 1 hora  aproximadamente

o Sr. Carlos Eduardo (este era seu nome)

foi socorrido e levado a um hospital, ainda em estado de choque, 

porém já mais calmo e fora de perigo.

Só então eu voltei para casa, mas a pensar, 

              

 Em que mundo vivemos rodeados por pessoas

umbigocentricas e desumanas,

alguém que parei o carro, chegou a dizer-me

 “COMO VOU COLOCAR ALGUÉM BABANDO EM MEU CARRO?",

Aí  me pergunto, para ele esta pessoa poderia morrer

que para não sujar o estofamento do carro,                 

ele não podia socorrer?...

 

Que humanidade é esta gente?...

Cadê o amor ao próximo?

Que foi tão somente o que Jesus pediu para nós:      

"AMA TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO"                                       

pensando nisso eu deduzo

Pessoas deste tipo não amam sua família e nem a si mesmos, 

quanto mais amar o próximo

(eles nem sabem quem é o próximo citado por Jesus)


.
Eu não sei mais do Sr. Carlos Eduardo,

ele nunca vai saber que eu o socorri,

mas eu voltei para casa de alma lavada,

fiz minha parte, embora tão pouco,

mas se eu não parasse este homem

poderia cair, bater a cabeça

e quem sabe ficaria ali uma vida,

ceifada pela indiferença e desumanidade

de seres desumanos,  cruéis e indiferentes

que para não desviar de suas egocentricidades

negam a ajuda de socorro...


Será que aquela  pessoa que negou ajuda  

 para não sujar seu estofamento,  

a esta hora esta tranqüila e nem pensa

que sua primeira atitude e boa ação do dia,

  foi negar socorro a outro ser humano

que poderia morrer ali em sua frente?..

Certamente nem pensa nisso, 

nem vai ler isso que estou escrevendo,

se ler, nem vai lhe dizer nada,    

ao seu egoísmo e falta de amor 

porque estamos em um mundo onde a falta de amor e de empatia

faz seres humanos piores que animais ou robôs ambulantes

 

Eu me revolto, fico indignada, mas não posso mudar o mundo,

somente posso pedir a Deus que tenha piedade destas pessoas

como disse Jesus, eles não sabem o que fazem.

 

Que nunca em suas vidas, 

estejam em tal situação e nem vejam

seu entes queridos também assim,

porque creio que se verem também deixarão morrer

porque não vão sujar o estofamento do carro

com a baba de alguém que esta moribundo.


Ora seja seres humanos!..

Diria sim animais humanos....

Quem os conhecerá um dia?...

Deixo aqui também um pedido e uma sugestão:

Se um de seus filhos (anjos) ao sair teimarem

em levar uma fraldinha na mão,

não proíba isso pode salvar uma vida.

agora entendo isso que lia desde menina...

Uma citação de shekespiere

"Há mais mistérios entre o céu e a terra

do que sonha nossa vã filosofia"

 

                                                                                                                            


Publicado por JANINHAMell em 13/11/2009 às 08h32
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (voce pode copiar e divulgar a vontade, citando a autoria de JaninhaMell e o site www.janinhamell.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
04/07/2009 01h17
04 DE JULHO
04 DE JULHO

Aquele dia não foi como os outros...
Eu não percebi quando engravidei
Mas tive a sensibilidade de notar,
depois que voce nasceu...

cada momento a partir daquele dia
teve outro significado em nossas vidas,
em minha vida...

seria mais um momento que eu teria
mais um momento para nós...
momento nosso.. só nosso.

Mais um beijo de bom dia,
mais conversa na hora do almoço,
mais correrias dentro de casa,
seria um menino correndo
dentro daquela casa.

O meu menino...
com seu sorriso fácil,
que inundava a casa.
A partir daquele dia,
haveria mais sua constante alegria
mais voce junto a mim...
Mais voce ali.

Depois os anos passaram...
voce seguiu seu rumo,
quantos dias passei sem saber noticias suas,
como estaria sendo sua manhã?...
forma tantas noites de lágrimas
foi tanta saudade, imensa, doída, sofrida...

E agora então adulto voce se foi,
foi para sua familia,
continuação natural do que sucedeu a mim.

Eu por momentos pela metade me senti,
mas pude perceber que pela metade
voce não me deixou...

Deixou muitos pedacinhos de voce que ficaram comigo.
Pedacinhos que hoje são voce
materializados em minha vida.

Cada vez que olho algo de voce que aqui ficou,
é seu sorriso que vejo,
é sua expressão,
as vezes guerra...
mas muitas vezes paz,
que me faz tranquilizar o coração.

Sabe filho, o conforto que veio com voce
naquele dia 04 de julho e que eu
não havia notado o porque voce me nascia.
hoje eu sei...

Voce veio para enfeitar meus ultimos dias,
para que hoje eu conseguisse seguir em frente,
ao me sentir sózinha.

Foi para ter voce para me cuidar,
me confortar...me dar amor.
O meu filho, que o médico disse
que não era para ter nascido,
Hoje faz mais um ano de vida
E me faz muito feliz.

PARABÉNS MEU FILHO, FELIZ ANIVERSÁRIO


Publicado por JANINHAMell em 04/07/2009 às 01h17
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (voce pode copiar e divulgar a vontade, citando os devidos creditos). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
19/06/2009 03h01
ONDE ANDA VOCE

nestes momentos em que fico aqui
a pensar em tudo o que passou,
nos momentos que vivemos,
as juras que trocamos,
os planos que fizemos para um futuro juntos...
eu dou-me conta de
como o ser humano é estranho!...
se faz juras, se faz planos, se declara amor,
algum sentimento induziu a isso...
Mas então onde foram  parar estes sentimentos???
Voce é um  homem mais que perfeito,
que toda mulher queria ter em sua vida...
Eu voce dizia ser única,
como nunca encontrou outra igual...
Nós tinhamos uma cumplicidade em tudo,
tudo acontecia e caminhava
para ser para sempre, então pergunto,
para onde foi o para sempre??
então vejo que a frase:
"NADA É PARA SEMPRE,
PORQUE PARA SEMPRE, SEMPRE ACABA"
é a mais pura realidade...
pelo menos em nossas vidas,
perfeitamente destruidas,
sem sabermos o por que?
Ficaram perguntas, muitas...
ficaram vazios, muitos...
ficaram palavras não ditas, varias
ficaram decepções, demais
ficaram ressentimentos, sim...
demasiados e doloridos
Eu continuei a viver,
voce certamente também...
Sem motivos?  talvez..
Te amei?? sim demais
Me amou?? tenho convicção que sim
Mas porque não quiseste lutar
para cumprir os planos
resolver os problemas juntos,
encontrar as soluções?
Porque não tentei
te mostrar que podiamos?
Que nosso amor venceria?
Isso jamais saberei...
mas uma certeza tenho,
Uma coisa  estranha marcou nosso fim
algo qualquer tirou voce de mim...
Voce não soube, eu não sei,
mas aconteceu, foi real...
Hoje estamos vivendo?  sim...
mas e o AMOR?
Aquele imenso amor
cumplice, companheiro,
mágico, envolvente,
que nos transportava
ao imortal...
Matamos então
o que era imortal???
deixamos??
abandonamos??
Eu estou aqui,
Vou passando e voce??
Onde anda voce?

 


Publicado por JANINHAMell em 19/06/2009 às 03h01
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (voce pode copiar e divulgar a vontade, citando a autoria de JaninhaMell e o site www.janinhamell.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 2 de 3 1 2 3 [«anterior] [próxima»]


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
<script src='http://devocionais.amoremcristo.com/tools/devocionais_embed.asp' charset='utf-8'></script>